Enter your keyword

post

Como aumentar a velocidade da internet em 7 dicas simples

Resultado de Speed Test

Mesmo assinando um serviço de internet rápida, em alguns momentos a velocidade fica abaixo do esperado. Normalmente, isso acontece quando a rede está em manutenção, mas também pode ocorrer por questões na ponta dos usuários.

Nas linhas a seguir, listamos sete dicas para aumentar a velocidade da internet. As recomendações abaixo podem ajudara a resolver problemas na rede, antes de entrar em contato com o suporte técnico da operadora.

Antes de tudo, porém, vale analisar a qualidade do sinal. Aqui no Giz Brasil, você encontra artigos que mostram como checar a velocidade da sua internet de forma simples, assim como três testes rápidos para descobrir se a velocidade da sua internet está boa.

Reinicie o modem ou roteador

A primeira recomendação para aumentar a velocidade da internet é reiniciar o modem ou roteador. Esse procedimento Pode ajudar a redefinir a memória de curto prazo dos equipamentos e até mesmo aplicar atualizações importantes.

Contudo, é necessário reiniciar os aparelhos da forma correta para não apagar as configurações. O melhor jeito é evitar apertar qualquer botão de “reset”. Em vez disso, basta tirar os equipamentos da tomada, esperar dois minutos para que todos os componentes parem de funcionar e ligar novamente.

Após reiniciar o modem ou roteador, é só aguardar o retorno automático da internet.

Troque a frequência do Wi-Fi

Roteador de internet Wi-Fi

(Imagem: Unsplash/Reprodução)

Os roteadores Wi-Fi costumam oferecer duas opções de frequência de banda: 2,4 GHz e 5 GHz. As frequências de banda são formadas por ondas de rádio que carregam informações e definem como dados são transmitidos, sem fios, entre dispositivos.

A frequência de 2,4 GHz é a mais comum e existe há mais tempo. Além de computadores e celulares, ela é a conexão padrão para diversos dispositivos inteligentes, como lâmpadas e eletrodomésticos.

Por suportar muitas conexões ao mesmo tempo, a frequência de 2,4 GHz oferece menos velocidade, mas maior estabilidade no sinal de longo alcance. Isso significa que, apesar de lenta, ela é mais estável em grandes distância.

Já a frequência de 5 GHz é utilizada por dispositivos específicos que precisam de mais velocidade de internet, como computadores e videogames. Porém, o sinal não chega tão longe de forma estável.

Caso a internet esteja lenta, vale a pena trocar para a rede de 5 GHz e se aproximar do roteador Wi-Fi. Dessa forma, é possível aproveitar velocidades maiores de internet, sem realizar configurações complexas.

Gerencie os dispositivos conectados à rede Wi-Fi

Hoje em dia, os roteadores Wi-Fi suportam mais de 200 dispositivos conectados ao mesmo tempo na mesma rede, em teoria. Na prática, porém, ter muitos aparelhos usando a internet pode prejudicar a velocidade de todos os usuários.

Caso haja muitos dispositivos ligados à mesma rede Wi-Fi, pode valer a pena trocar a frequência de alguns deles, como falamos logo acima. É recomendado deixar os computadores e videogames conectados à rede de 5 GHz, enquanto eletrodomésticos e celulares podem ficar na frequência de 2,4 GHz.

Além disso, se um computador estiver baixando arquivos muito pesados, é possível que outras conexões fiquem mais lentas até o download terminar.

Aqui no Giz Brasil, já publicamos um artigo que mostra como melhorar o Wi-Fi quando muitas pessoas estão conectadas.

Utilize conexão via cabos

Portas ethernet de um roteador de internet Wi-Fi

(Imagem: Unsplash/Reprodução)

Apesar dos roteadores modernos serem bastante confiáveis, ainda é possível ter perda de velocidade da internet ao utilizar conexões sem fio. Em videogames, por exemplo, pode haver até queda da rede ou casos de atraso nos comandos — o famoso “lag”.

Para eliminar esse problema, é possível conectar os dispositivos diretamente ao roteador ou modem por meio de cabos de rede. No entanto, é necessário que todos os aparelhos estejam próximos uns dos outros.

É média, dá para conectar quatro eletrônicos por cabos ao mesmo tempo. As portas costumam ficar na parte de trás dos modens e roteadores, e têm o indicador “Ethernet” para identificá-las.

Aplique um “flush” no servidor DNS

Um DNS (sistema de nomes de domínio) é responsável por traduzir nomes de domínios em endereços IP, permitindo que dispositivos conectados à internet possam se comunicar com os servidores. Além disso, os usuários podem acessar sites e serviços online, sem precisar gravar sequências de números.

Se os servidores mudarem ao longo do tempo — o que acontece em muitos sites — o DNS pode prejudicar a velocidade da sua conexão, por não reconhecer o domínio. Por isso, pode ser uma boa ideia liberar o DNS de vez em quando. Para fazer isso, basta seguir os passos abaixo:

  1. Abra o menu iniciar do Windows e faça uma busca por “Prompt de Comando”;
  2. Execute o prompt como administrador;
  3. Na janela, digite o seguinte comando: ipconfig/flushdns
  4. Aperte Enter e aguarde o Windows liberar o DNS.

Troque de navegador web

Se a lentidão ocorrer somente ao acessar sites por meio de um navegador web específico, é recomendado trocar por outro software. As opções mais minimalistas, como o Chrome e o Edge, costumam carregar páginas com mais velocidade.

É possível que extensões e plugins estejam afetando a velocidade da internet. Nesse caso, vale a pena desinstalar alguns aplicativos do navegador e fazer testes para eliminar lentidões.

Limpe o cache do navegador

O cache do navegador armazena cópias dos conteúdos de sites para agilizar a navegação no futuro. Porém, conforme os usuários utilizam a internet, o cache enche e pode reduzir o desempenho de tarefas online.

Por isso, vale a pena limpar o cache do navegador web. Dá para fazer isso manualmente pelas configurações do programa ou baixar uma extensão que facilita o processo, como a Clear Cache, da Chrome Web Store.

Em último caso…

Caso nenhuma das dicas funcione, vale a pena entrar em contato com o provedor de internet para entender o problema. Também é possível assinar um plano com mais velocidade para garantir o bom desempenho da conexão.

É importante mencionar que, no Brasil, alguns provedores podem limitar a velocidade da rede, dependendo da quantidade de dados baixados no mês. É importante entender se o seu fornecedor de internet tem essa regra.

The post Como aumentar a velocidade da internet em 7 dicas simples appeared first on Giz Brasil.